PARA REFLETIR...

"...foram ideais que suscitaram meus esforços e me permitiram viver. Chamam-se o bem, a beleza, a verdade. Se não me identifico com outras sensibilidades semelhantes à minha e se não me obstino incansavelmente em perseguir este ideal eternamente inacessível na arte e na ciência, a vida perde todo o sentido para mim." (Albert Einstein, in: "Como vejo o mundo")

SEJAM BEM-VINDOS!













Este blog foi criado para divulgar e compartilhar arte e artesanato, mostrar meus trabalhos e fazer amigos.Terei sempre o maior prazer em dividir com vocês dicas e técnicas, e tudo o que eu for aprendendo, porque estamos sempre aprendendo.
E esse dom de Deus , de aprender e de amar o Belo, é de todos nós: Deus , seguramente, não é corporativista nem faz contrato de exclusividade com ninguém!



























Tenho peças prontas à venda e também aceito encomendas.

Informações: claudia-ribeirao@hotmail.com

Vendas:



PARA REFLETIR... II

Se você é um vencedor, terá alguns falsos amigos e alguns amigos verdadeiros. Vença assim mesmo. Se você é honesto e franco, as pessoas podem enganá-lo. Seja honesto e franco assim mesmo. O que você levou anos para construir, alguém pode destruir de uma hora para outra.Construa assim mesmo. Se você tem paz e é feliz, as pessoas podem sentir inveja. Seja feliz assim mesmo. Dê ao mundo o melhor de você, mas isso pode nunca ser o bastante.Dê o melhor de você assim mesmo. Veja você que, no final de tudo, será você e ... DEUS . E não você... e as pessoas! (Madre Teresa de Calcutá).

SÃO PAULO AOS CORÍNTIOS

Hoje acordei recebendo esse vídeo, não sei o nome do anjo que me enviou, mas não importa ,só tenho a agradecer

Posted by Ana Cristina on Domingo, 6 de setembro de 2015

domingo, 13 de agosto de 2017

KIT LAVABO SCRAPDECOR

Hoje estou postando as fotos de um kit lavabo que fiz, utilizando a técnica de scrap.
A bandeja de suporte é convencional, de MDF, mas os recipientes são latinhas de extrato de tomate.
Podemos, então, dizer que se trata de um "upcycle", reaproveitamento. Que, aliás, ficou um luxo...
Usei o primer para metais da Corfix na cor terra-queimada em todas as peças, inclusive no MDF. Eu nunca havia tentado passar esse primer (óóóótimoooo), que alia a função de primer à de tinta, a outros materiais que não metal. Fiz a experiência e deu certo. Cobertura excelente, levemente acetinada.
Para os "embellishments", enfeites, utilizei:
-papéis decorados 180 gr que escolhi no meu acervo virtual (rsrs) e imprimi;
-arabescos e míni flores recortados no card stock com glitter na cor preta (lindo!);
-passamanaria preta;
-renda "guipure" preta;
-cristais (como acabamento e no miolo das flores)
-"châtons" para o acabamento das tampas das latinhas.
Para os pezinhos da bandeja, usei míni puxadores de MDF pintados de preto (aqueles de bolinha). Eu havia até comprado uns de metal dourado, tipo cantoneira, mas na hora de colocar, descobri que o detalhe da passamanaria não permitia um encaixe perfeito. Então, tive que passar para o plano B...
Vamos às fotos...




sexta-feira, 9 de junho de 2017

SOBRE GATOS E LATAS...

Fazia tempo que eu não postava nada aqui no blog...
Quem me conhece sabe que adoro gatos... Que o diga Madonna, minha filhota peluda...rsrs
Também adoro reaproveitar latas, repaginando-as com pintura, découpage, pátina etc. Latas rendem projetos úteis e bonitos, na minha opinião.
Entre uma encomenda e outra, sempre sobra um tempinho para fazer o que pede a inspiração. E assim foi que pintei, recentemente, as duas latas (de leite Molico) que estou postando hoje, utilizando as técnicas de pintura e découpage.
Vamos às fotos...



domingo, 6 de março de 2016

MÍNI ÁLBUM RETRÔ

Fiz esse míni inteirinho com estampas e imagens retrô que garimpei na internet e depois imprimi em papel 180 gr.
É difícil encontrar papéis de scrap com a temática retrô, apesar de que retrô está na moda.
E mais difícil ainda foi conseguir combinar as cores, pois o material foi reunido aos poucos, aqui e ali, de forma totalmente aleatória.
No fim, consegui estabelecer a conexão que eu desejava, utilizando o papel com estampa de bolinhas - um ícone retrô - para dar unicidade ao projeto.
Vamos conferir vendo as fotos!















domingo, 27 de dezembro de 2015

TRANSFER, UM EXERCÍCIO DE PACIÊNCIA...

Faz tempo que eu andava querendo experimentar a técnica do "transfer" (ou transferência, para quem implica com termos em inglês...rsrs).
Andei pesquisando e descobri que há várias maneiras de executar a técnica, a qual consiste, basicamente, em transferir uma imagem impressa a laser (jato de tinta não funciona mesmo, eu tentei...hehe... borra tudo!) sobre a superfície escolhida, mediante o auxílio de um medium. E há muitos produtos que funcionam como medium, inclusive cola branca.
Preferi comprar um produto específico existente no mercado - no Brasil, esses produtos foram lançados recentemente. Encontrei duas marcas: o Transfer Print da Corfix e o Transfer Gravura da Gato Preto. Optei pelo segundo, por ser bem mais barato. Ainda não testei o outro, por isso não sei se a qualidade é proporcional ao preço.
Vamos à técnica...
Prepare a superfície (madeira, MDF, tecido, gesso, papel etc.) adequadamente. No meu caso, por enquanto, apliquei a técnica em duas bandejas de MDF. Dei uma demão de base para artesanato e pintei com tinta acrílica. Deixei secar (não passei verniz) e, em seguida, segui as instruções do fabricante para a execução da transferência, ou seja:
Apliquei uma camada de gel transfer sobre a superfície da bandeja e outra sobre a face impressa do papel. Em seguida, colei o papel alisando delicadamente como se estivesse fazendo uma "découpage".
Deixei secar umas 72 horas. O tempo recomendado era bem menor, mas seguro morreu de velho...
Agora, começa o exercício de paciência: a gente vai molhando de mansinho o papel e friccionando delicadamente com a pontinha do dedo, fazendo "bananinhas" de papel molhado, camada por camada, até a imagem ficar nítida. Uma camada tênue de papel tem que ficar. Se tentat tirar, a imagem vem junto. Por isso, o resultado ficou um pouco aquém do que eu esperava.
Para disfarçar a marca do papel, que eu, definitivamente, não queria que aparecesse, utilizei um acabamento esponjado numa das bandejas e craquelê na outra. O resultado ficou bom, mas não era esse o meu projeto inicial: eu pretendia apenas estampar a imagem sobre um fundo branco.
Vou continuar tentando. Talvez, recortando a figura rente às bordas... Ou testando a outra marca, aquela mais cara...







domingo, 9 de agosto de 2015

RELEITURA: A ARTE DE LER NAS ENTRELINHAS...

VINTAGE = objetos originais das décadas de 20 a 60.RETRÔ = objetos inspirados nessas décadas, portanto, uma releitura...

Posted by Artes da Cláudia Ribeirão on Domingo, 9 de agosto de 2015

quinta-feira, 5 de março de 2015

SCRAPBOOKING: CARTÃO ESTILO VINTAGE

Faz tempo que não participo de um desafio de scrap. Mas o desafio do mês de março do blog "Addicted to Crafts"   ( http://addictedtocardschallenges.blogspot.com.br/ ) foi um apelo irresistível.
Meu projeto é um cartão estilo vintage, bem simples. Para obedecer à regra do desafio, minha escolha foi


 a renda. Eu tinha um pedaço de renda de bico,  rosa-salmão, vintage autêntico, aliás, pois estava guardado, no mínimo, há uns vinte anos... Uns botões verdes , outros rosa, idem...
A base do cartão, nas medidas 10 x15 cm, cortei em papel color plus. Os papéis decorados, garimpei na internet e imprimi, assim como os manequins. Para as flores, usei um furador da TEC  e montei cada flor com três camadas de pétalas e um châton de pérola no centro.
Resolvi  deixar o cartão em branco, para não restringir sua utilização.

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

MAGNOLIA, QUEM DIRIA?

Penso que mudar de ideia significa sermos flexíveis para nos abrirmos a outros pontos de vista e humildes para admitirmos que não somos donos da verdade. Afinal, a vida é multifacetada, nós somos multifacetados. O universo é um feixe de possibilidades, onde a realidade ondula entre infinitas dimensões...
Eu detestava scrapbooking: achava "kitsch", de extremo mau gosto, uma coisa de empilhamento sem estética que seria o retrato de nossa sociedade consumista e acumuladora. Não conseguia entender a razão de tantas pessoas gostarem . Então, fui pesquisar... Existem, realmente, projetos muito feios. Mas descobri também projetos lindos, cheios de expressão, beleza e sensibilidade. Comecei a me aventurar: Fiz alguns LOs, alguns cartões, uns trabalhos de scrapdecor... O scrapbooking me conquistou!
Mas havia a Magnolia... Que raio de tilda sem boca era aquela, que fazia as delícias das minhas amigas scrappers? Retrato de uma sociedade machista, onde mulher não tem voz?  Fiz até este post, na época:

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

TRIBUTO A VAN GOGH

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

O BIFE

BOA MÚSICA

LIVROS IMPERDÍVEIS

  • A IMPORTÂNCIA DE COMPREENDER - Lin Yutang
  • A JANGADA DE PEDRA - José Saramago
  • COMO VEJO O MUNDO - Albert Einstein
  • CONFESSO QUE VIVI - Pablo Neruda
  • ENTERREM MEU CORAÇÃO NA CURVA DO RIO - Dee Brown
  • FERNÃO CAPELO GAIVOTA - Richard Bach
  • INICIAÇÃO - Elisabeth Haich
  • O CÓDIGO DA VINCI - Dan Brown
  • O EFEITO ISAÍAS - Gregg Braden
  • O GUARANI - José de Alencar
  • O VELHO E O MAR - Ernest Hemingway
  • UM - Richard Bach

FILMES QUE EU AMEI

  • A HISTÓRIA SEM FIM
  • CHICO XAVIER
  • CORAÇÃO VALENTE
  • DANÇA COM LOBOS
  • DERSU UZALA
  • E O VENTO LEVOU...
  • ENTRE DOIS AMORES
  • O GUARDA-COSTAS
  • SEX AND THE CITY
  • SINAIS
  • UM HOMEM DE FAMÍLIA
  • WHAT WOMEN WANT
  • ÁFRICA, ADEUS

Marcadores