PARA REFLETIR...

"...foram ideais que suscitaram meus esforços e me permitiram viver. Chamam-se o bem, a beleza, a verdade. Se não me identifico com outras sensibilidades semelhantes à minha e se não me obstino incansavelmente em perseguir este ideal eternamente inacessível na arte e na ciência, a vida perde todo o sentido para mim." (Albert Einstein, in: "Como vejo o mundo")

SEJAM BEM-VINDOS!













Este blog foi criado para divulgar e compartilhar arte e artesanato, mostrar meus trabalhos e fazer amigos.Terei sempre o maior prazer em dividir com vocês dicas e técnicas, e tudo o que eu for aprendendo, porque estamos sempre aprendendo.
E esse dom de Deus , de aprender e de amar o Belo, é de todos nós: Deus , seguramente, não é corporativista nem faz contrato de exclusividade com ninguém!



























Tenho peças prontas à venda e também aceito encomendas.

Informações: claudia-ribeirao@hotmail.com

Vendas:



PARA REFLETIR... II

Se você é um vencedor, terá alguns falsos amigos e alguns amigos verdadeiros. Vença assim mesmo. Se você é honesto e franco, as pessoas podem enganá-lo. Seja honesto e franco assim mesmo. O que você levou anos para construir, alguém pode destruir de uma hora para outra.Construa assim mesmo. Se você tem paz e é feliz, as pessoas podem sentir inveja. Seja feliz assim mesmo. Dê ao mundo o melhor de você, mas isso pode nunca ser o bastante.Dê o melhor de você assim mesmo. Veja você que, no final de tudo, será você e ... DEUS . E não você... e as pessoas! (Madre Teresa de Calcutá).

SÃO PAULO AOS CORÍNTIOS

Hoje acordei recebendo esse vídeo, não sei o nome do anjo que me enviou, mas não importa ,só tenho a agradecer

Posted by Ana Cristina on Domingo, 6 de setembro de 2015

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

LIÇÃO SUBURBANA


Um trabalha
na fábrica
outro na obra
aquele na lavra
da terra.
Em comum
muito suor
a mão calosa
e a boca
calada.
Máquina, tijolo
e enxada
depois - livro e caneta.
De energia
apenas a sobra.
Diante de mim
cada rosto me cobra
o que a boca não fala.
Eu venho de longe
 e a minha lide
é ensinar
a ciência das academias
e a arte da palavra.
Não aprendi lições
de suor
calosidade
e silêncio.
Por isso meu grito
inarticulado
faz perguntas impossíveis
enquanto na minha mão
suja de branco
queda um giz
impotente.

(Cláudia - 15/10/84).

sábado, 19 de fevereiro de 2011

LATINHAS REVESTIDAS

Mais um kit porta-temperos feito com latinhas... Mas estas, eu revesti com chita, que colei com cola branca. Finalizei com uma demão de termolina leitosa, para impermeabilizar.

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

A CHITA, QUEM DIRIA...

A chita saiu do anonimato e agora deixa seu colorido alegre brilhar na decoração e nas produções artesanais. Navegando pela net, descobri a chita... E a primeira peça que fiz utilizando o material é a garrafa revestida que estou postando hoje. É preciso dizer que não se trata de uma criação minha, apenas vi a foto e foi amor à primeira vista; eu morreria se não fizesse essa garrafa,
cuja versão original você encontra no http://comchita.blogspot.com/ , onde, aliás, tem coisas lindas!
Na minha versão, eu destaquei os contornos originais das figuras com tinta relevo. Os contornos eram pretos, e eu utilizei tinta na mesma cor, apenas para realçar.

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

PORTA-TEMPEROS DE LATINHAS

Definitivamente, as latinhas rendem ótimos kits para guardar temperos! As que estou postando hoje têm porquinhos e corações, com um retalhinho de chita enfeitando as tampas de MDF. Bem country!

sábado, 12 de fevereiro de 2011

RECICLANDO LATINHAS DE ATUM

Latinhas de atum (e de sardinha também) rendem peças decorativas e funcionais, quando recicladas. A latinha de hoje transformou-se num alfineteiro (ou agulheiro...). Encontrei essa ideia navegando na Internet, e achei genial, por isso quis fazer a minha versão. Para o meu "padrão de qualidade", a almofadinha deixou um pouco a desejar: acho que deveria ter o diâmetro um tantinho maior, ou ter mais recheio; o fato é que não ficou do jeitinho que eu queria. Mas é a primeira que faço, as outras - porque virão outras! - ficarão melhores!
Primeiro, passei primer para metais em toda a lata, por dentro e por fora, para evitar ferrugem. Em seguida, pintei com tinta acrílica na cor bronze, da Daiara. Fiz uma découpage com sobras de papel para découpage, e enfeitei as bordas com pinguinhos de Volume Cetim na cor Cristal Verde (Daiara). Finalizei com uma demão de verniz acrílico brilhante. Na borda da lata, colei uma rendinha (usei cola branca ) e, depois de seca essa colagem, é que procedi à colagem da almofadinha, passando uma camada generosa de cola branca no fundo e nas laterais da lata e, em seguida, encaixando a almofadinha.
Como fazer a almofadinha: é parecido com o jeito de fazer fuxico. Corte uma circunferência de tecido com 15 cm de diâmetro, aproximadamente, e alinhave em toda avolta, a 1cm da beirada, com uma linha grossa, puxando em seguida para franzir. Introduza o recheio (eu usei aquela fibra acrílica que parece um algodão, é própria para rechear esse tipo de trabalho) e depois puxe totalmente a linha, para fechar a abertura, e dê um nó. Corte as pontas da linha. Está pronta a almofadinha.

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

KIT PORTA-TEMPEROS

Este post é mais um kit de latinhas porta-temperos, mas desta vez não são galinhas, e sim vaquinhas enfeitando as latas. Utilizei as técnicas de pintura e découpage: fiz découpage da vaca com uma figura da internet que imprimi , e pintura "pele de vaca" (usei tinta acrílica) na tampa e acrescentei também abaixo da figura, para dar unidade à composição. Achei que, sem a pintura de "pele" na lata, a tampa ficou meio deslocada, uma coisa meio aleatória, então, pintei um pedacinho da pele na lata e gostei do resultado. Espero que vocês também gostem.

domingo, 6 de fevereiro de 2011

RECICLAGEM COM COADOR DE CAFÉ

Hoje estou postando a foto de uma caixa muito antiga, de papelão, com o fundo e a tampa de metal, e que eu reciclei utilizando a técnica da colagem com coador de café. As embalagens de batata frita , recicladas assim, dão um resultado semelhante.
Para fazer, não tem segredo: primeiro, tome bastante café, pra ir juntando os coadores... (brincadeirinha!).Falando sério: após utilizar o coador, retire cuidadosamente apenas o excesso de pó, em seguida abra-o e deixe secar naturalmente, estendido sobre uma superfície adequada, para que o pó grudado no papel não suje o entorno ao secar. Eu utilizo um tabuleiro de alumínio. Como esperar, para mim, é uma tortura - aliás, creio que vim para esta encarnação para adquirir a virtude da paciência - às vezes, acelero o processo colocando o tabuleiro no forno em temperatura mínima, ficando de olho para não "sapecar" o papel . Depois de seco, tire todo o excesso de pó grudado no coador, com o auxílio de um pincel ou trincha.Para colar o papel na peça da foto, rasguei os pedaços, para ficar com aspecto bem rústico; mas você pode cortar os pedaços com tesoura para fazer uma composição diferente. Fui passando cola branca aos poucos na caixa, e colando o papel, passando cola por cima dos pedaços colados e fazendo sobreposições de maneira a esconder o fundo, que tem que ficar totalmente preenchido. Concluída a colagem, deixei secar durante a noite (assim não senti o tempo da espera!) e finalizei com uma demão de verniz acrílico brilhante.
Ocorreu um erro neste gadget

TRIBUTO A VAN GOGH

Vincent Van Gogh Paintings

O BIFE

BOA MÚSICA

Música da Mongólia - Amo!

LIVROS IMPERDÍVEIS

  • A IMPORTÂNCIA DE COMPREENDER - Lin Yutang
  • A JANGADA DE PEDRA - José Saramago
  • COMO VEJO O MUNDO - Albert Einstein
  • CONFESSO QUE VIVI - Pablo Neruda
  • ENTERREM MEU CORAÇÃO NA CURVA DO RIO - Dee Brown
  • FERNÃO CAPELO GAIVOTA - Richard Bach
  • INICIAÇÃO - Elisabeth Haich
  • O CÓDIGO DA VINCI - Dan Brown
  • O EFEITO ISAÍAS - Gregg Braden
  • O GUARANI - José de Alencar
  • O VELHO E O MAR - Ernest Hemingway
  • UM - Richard Bach

FILMES QUE EU AMEI

  • A HISTÓRIA SEM FIM
  • CHICO XAVIER
  • CORAÇÃO VALENTE
  • DANÇA COM LOBOS
  • DERSU UZALA
  • E O VENTO LEVOU...
  • ENTRE DOIS AMORES
  • O GUARDA-COSTAS
  • SEX AND THE CITY
  • SINAIS
  • UM HOMEM DE FAMÍLIA
  • WHAT WOMEN WANT
  • ÁFRICA, ADEUS

Marcadores